Lore Latina - Parte 1



Primeira parte do nosso compilado de personagens oficiais latino americanos dentro do cenário do Mundo das Trevas, aproveitem!



Dez Trovões (Líder do Cartel Balam)

Os cartéis de Medellín e Cali monopolizam todas as manchetes, mas perdem força em marchas forçadas. Nas profundezas da copa das florestas da Colômbia, um novo grupo, pequeno mas poderoso, colhe a mais pura cocaína do mundo e seu contrabando zomba dos mais rígidos controles de segurança já feitos. Poucos agentes do departamento de combate às drogas chegaram a ouvir falar do nome desse cartel, mas seu emblema (a onça preta) já adquiriu uma má reputação dentro do círculo da morte branca. O cartaz é tão infame que os informantes mais faladores não dizem nada sobre isso, exceto pelo nome de seu líder: Dez Trovões, A Dama da Noite Ensanguentada.

Apesar do nome e crença popular, Dez Trovões é uma mulher, embora essa peculiaridade não seja óbvia. Este Bastet é um personagem duro e cruel, e a falta de escrúpulos com os quais ele administra seu negócio esculpiu seu rosto. Ela geralmente está vestida com roupas masculinas (geralmente armaduras militares ou ternos sob medida), mas, ocasionalmente, ela é "reduzida" a usar vestidos típicos colombianos. Sua personalidade é tão inflexível quanto sua voz é imperiosa. A penalidade para a desobediência a uma viagem relâmpago Galeria de Caza, um labirinto subterrâneo, onde persegue o agressor em uma de suas formas felinas, devora, e arrasta os restos para a entrada como um aviso. Embora tenha a aparência de uma mulher que supera os trinta anos, Dez Trovões se comporta como se fosse uma vingança inca.

Dez Trovões pode parecer uma cadela sádica, má e calculista. Talvez seja tudo isso e mais, mas tem sua razão. Antes que ele assumiu o controle do cartel que dirigi agora, as pessoas (seu povo) estavam com fome, seus impostos engordavam um governo corrupto, e eles se se sentiam atemorizados pelos repentinos desaparecimentos que assolam as da noites América Central. O líder anterior do cartel era um homem ganancioso e mal-educado que respondia pelo nome de Quabo, que gostava de torturar pessoas por diversão. Dez Trovões, que afirma ter emergido da selva noturna com sua aparência atual, matou Quabo e jogou seu cadáver para os catadores. Todos aqueles que se opunham às ordens da mulher sofreram o mesmo castigo. Ele logo assumiu o Cartel inteiro.

Por que cultiva drogas para vendê-las? A verdade é que a resposta é simples; Antes da chegada do comércio de cocaína, seu povo estava morrendo de fome. Do outro lado dos Charcos, um estrangeiro superalimentados e indignos investem seu dinheiro em venenos químicos, agravando as condições de vida precárias de seu povo, a fim de comprar mais drogas. Nesse caso, por que as pessoas honestas que fabricam estes venenos não deveriam lucrar com estes gordos que tão prontamente ingerem? Assim, dois pássaros são mortos com uma só cajadada: seu povo recebe dinheiro dos ricos e os ricos matam a si mesmos. Não há nada de errado nisso, pelo menos na opinião de Dez Trovões. Agora ela administra um cartel de cocaína, um dos maiores da Colômbia; elimina seus rivais, enriquece seu povo e dá às pessoas ricas o que elas querem: uma morte que passa pelo êxtase

Referência

Livro de Raças Metamórficas Bastet Pg. 151



(...)A situação política dos Membros no Haiti espelha a da população de gados, de muitas maneiras. O centro espiritual de Vodou dos Samedi permaneceu no lugar por séculos, às vezes apoiando o gado, mas tipicamente agindo como um parasita para sua fé. O país se move para trás e para frente entre Setitas e Dominância do Sabá, geralmente aplicada através do vício, pequenas milícias e grupos terroristas. As Serpentes do Luz opera uma polícia secreta no Haiti contra possíveis inimigos. Na vizinha República Dominicana, Sergio Bueno, o Setita, detém o título de Príncipe Santo Domingo, com apoio nominal do Camarilla. (...)

Referência

 Beckett's Jihad Diary - Pag. 199






Acredita-se que Alexandria seja uma Toreador de Quinta Geração que controla diversos cassinos no Chile e na Argentina. Ela também é a Princesa de Buenos Aires. Vampira lindíssima, controla a maioria das atividades da Camarilla na Argentina. Alexandria viajou ao Novo Mundo com a expedição de Francisco Pizarro. Sabe se que ela tem uma rixa pessoal com Helena, outra antiga Toreador que chegou ao Novo Mundo mais ou menos na mesma época. Alguns Toreador mais velhos dizem que Alexandria é na verdade Callisti y Castillo.

Alexandria não é uma Toreador típica. Ela é possivelmente a maior ladra de arte que já existiu. Roubou diversas das maiores obras-primas da humanidade, substituindo-as por falsificações indetectáveis. Outros príncipes puseram-na cm suas listas de mais procurados sob a identidade de "Ludwig Vermelha". Ela é possuidora de uma das maiores coleções particulares de peças de museu.

Na sala, as mulheres vem e vão, Falando de Michelangelo
-T. S. Eliot, "The Love  Song of J. Alfred Prufrock"

Referência


Livro do Clã Toreador - Pag. 68



Citação: Você não pode perder uma tribo inteira... Pode?

Prelúdio: Você cresceu na América Central, a filha adotada de pais inférteis. Eles deram a você uma boa educação, genuína, com muito amparo e amor. Quando você começou a ter curiosidade sobre sua ascendência, eles encorajaram você a procurar. Ficaram chocados quando você descobriu que a agência de adoção havia mentido completamente a eles. Você descobriu que havia sido comprada em algum lugar na América do Sul e passada adiante, parte do mercado lucrativo em bebês atraentes, e desmascarou todas as farsas da sua família adotiva. Abalada e desapontada, você voltou para casa e tentou reforçar sua identidade como uma americana bem-sucedida.
Na faculdade, a luta ficou pior. Depois de sua primeira experiência com alucinógenos, você se tornou capaz de ver auras e ter visões. Você também ouvia os choros de sua família de origem e de sua tribo, precisando de auxílio de alguém que curasse suas feridas e não tendo. Você conseguiu terminar sua graduação de alguma maneira, para satisfazer sua família de americana. Depois disso decidiu então unir-se à UNESCO para ter uma desculpa para viajar a procura de sua tribo perdida. Você não os achou ainda, e nenhum espírito falou sobre isso com você, e nenhum espírito com quem tenha falado ainda sabe qualquer coisa deles. Recentemente você começou a passar tempo com magos de outros tipos, na esperança de adquirir ajuda que a aproxime do problema de outro ângulo.

Conceito: Você nasceu para ser uma curandeira, e você está pronta para ser... Porém você não tem sua tribo. A procura define sua vida, e você está disposta a construir alianças onde quer que você possa achar. Isto a faz útil e às vezes a faz uma distraída devota das causas dos outros.

Dicas de Interpretação: De muitas maneiras você continua uma típica mulher de classe média americana. Você passou por um período no qual tentou ser ultra étnica, mas percebeu que era tolice. Não adiantava fazer isso até que você soubesse o que você era de fato. Você se aproxima da sua jornada para sua tribo com certo otimismo confiante que vem de seus pais adotivos. Você é frustrada e freqüentemente se aflige demais sobre sua falta de sucesso, mas você continua.

Magia: Você pratica uma forma arquetípica de procura de visão, entrando no mundo dos espíritos e pagando o preço em dor e sangue por conhecimento de espíritos locais. Você não pode viajar para além da Película, nem ir profundamente, assim você tem que se mover para um local próximo e falar com espíritos lá. Você sabe sua prática mudará quando você achar sua tribo; o que você faz agora é em parte baseado em reconstruções antropológicas bem como a verdade de sua própria experiência.

Equipamentos: Utensílios de acampamento, suprimentos médicos

Referência

Livro de Tradições Oradores de Sonhos - Pag.100





Julio Vargas (Mortal)

Crescendo nas ruas sujas de porto rico, Julio viu muitos eventos estranhos e perturbadores, incluindo mais assassinatos e mortes do que ele podia contar. Rituais de sacrifício com mais do que galinhas ocorrem regularmente.

Ele assistiu como crianças inocentes, contorcidas e vomitadas lutavam contra os demônios que as possuíam. Sua mãe tentou protege-lo de tudo isso, mas em porto rico não a mais lugar para se esconder.

Um católico devoto, Vargas fez voto para tornar-se um padre quando ele crescesse e lutar contra as perversas legiões do mal até a sua morte. Ele dedicaria a sua vida para exorcizar as bestas vis que assumiram o controle dos homens mortais e os distorceram para seus próprios fins.
Vargas estudava no seminário de Boston quando Ryder aproximou-se dele e o Recrutou, reconhecendo a dedicação e perseverança necessária para ser um membro do “time”, Ele persuadiu o pequeno porto-riquenho a abandonar a sua vocação e tomar a vara e o cajado junto a ele.

Vargas cansou-se dos rituais tediosos da igreja, ansioso para sujar as mãos limpando o mundo. Ryder deu a ele a oportunidade para que ele o fizesse.

Além disso, Ryder mostrou a Vargas uma nova e grande ameaça para a raça humana: Changelings. Como mortal Vargas não consegue ver através do disfarce mortal dos changelings que ele estaria caçando. Ryder encantou Vargas e o forçou a olhar sua horrenda forma feérica.

Então Ryder caiu de joelhos em uma posição de confissão arrependendo-se de expor o seu mal. Vargas juntou-se a pobre e arruinada alma caçando e destruindo outras fadas.

Legado: Fora da lei / Paladino
Aspecto: Estouvado

Dauntain (mortal)

Atributos Físicos: Força 2, Destreza 4, Vigor 3
Atributos Sociais: Carisma 3, Manipulação 3, Aparência 3
Atributos Mentais: Percepção 4, Inteligência 3, Raciocínio 3

Talentos: Prontidão 2, Esquiva 2, Empatia 1, Expressão 1, Manha 2
Pericias: Oficio 2(barcos), Condução 1, Etiqueta 2, Armas de Fogo 2, Performance 2 (Violão)
Conhecimentos: Direto 5 (Igreja Católica), Linguística 2 (latim, Espanhol), Medicina 2, Ocultismo 3

Artes: Nem Uma
Reinos: Nem Um
Antecedentes: Contatos 1, Mentor 3, Recursos 1

Glamour: 0
Banalidade: 9
Força de Vontade: 8


Imagem: Vargas veste camisa gola alta e calças pretas, vestes de quando ainda era padre. Ele não liga para seus cabelos e os deixa meio desgrenhados em cima de suas orelhas e colarinho de sua camisa.

Passa gel na frente e dos lados de seu cabelo, mas as pontas não permanecem por muito tempo. Ele tem uma cor de pele latina acentuada pelos olhos castanho e sobrancelhas finas. Pequeno e magro, Vargas parece que se quebraria com facilidade. Até mesmo seu rosto exala fragilidade cobrindo seus ossos delicados. Apesar das aparências, Vargas tem um revestimento de aço. A sua vivencia na rua o ensinou a ser forte e a sua fé o apoia.

Dicas de Interpretação: Você é a mão de deus, ele o escolheu para lutar contra o mal que está mandando almas mortais para o inferno. Não vai ser fácil e você sabe, mas qual causa seria maior do que essa? Toda sua vida você sonhou em ser um instrumento do senhor contra o mal. Você não quer sentar e escutar pecados suburbanos dos homens, você quer lutar contra demônios reais.

Referência

Imortal Eyes 2 Shadows on The Hill, p. 87, 88

0 Comentários